sexta-feira, 17 de agosto de 2012

A evidência óbvia

Detesto meter-me na vida amorosa das outras pessoas, mas nem eu sou capaz de resistir a um pequeno momento "Caras" ou "Nova Gente" e vir-me aqui chibar todo do caso que anda a pôr em polvorosa todas as revistas cor de rosa do país. Pois é meus amigos, para surpresa de muitos, o Óbvio e a Evidência são um casal e vão juntos a todo o lado, inclusive à casa de banho. Apenas ninguém tinha reparado porque eles são muito discretos e há também por aí muito marmanjo que tenta não ver o que lhe aparece em frente dos olhos, e neste caso não me estou só a referir ao fiscal de linha do proença. Também sou sincero, que haja quem nunca os tenha visto juntos ainda aceito, agora que haja quem nunca tenha pensado que havia ali alguma química, é groupe que a mim que custa a papar. Repare-se que os dois exalam tamanha química e cumplicidade que se em vez de se referir ao tio tóne salazar com o famoso "obviamente demito-o" Humberto Delgado tivesse exclamado "evidentemente demito-o" o efeito seria exactamente o mesmo: o presidente do conselho a mandar a D. Maria vestir o culote, desculpando-se com uma inoportuna dor de cabeça.

Reportando apenas à dinâmica do casal, apesar de o Óbvio ser o membro masculino da relação, é a Evidência que veste a samarra de macho alfa, trazendo ao peito a estrela de xerife e no coldre um barril de seis balas impregnadas de factos, contra os quais já é sabido, não há filho da mãe de Argumento que valha, não que o tipo seja fracote ou mariquinhas pé-de-salsa, mas apenas porque é esperto e sabe que uma bordoada de factos naquele espaço que se situa abaixo do caixote de cotão vulgarmente apelidado de umbigo e acima do espaço vazio entre os dois joelhos, é coisa não só para fazer "sangue em monte déb", mas também para deixar um bacano descoroçoadinho dos intestinos durante um bom par de horas. Do ponto de vista prático, no auge de uma discussão a Evidência é a que destrói o bandido javardo com dificuldades criativas para a contornar, e o Óbvio é a vassourinha que passa atrás a limpar o sebo agarrado no orgulho do indivíduo. Nasceram um para o outro e em casos como este, é evidentemente óbvio que o amor é bonito.

Apesar da dor de coração que dá rendermos-nos às Evidências, a assumpção do Óbvio é afinal de contas, um gesto de grande dignidade, saber estar e um muito admirável civismo, especialmente se a mesma não tem razão de ser. Admitir algo que é universalmente aceite como nunca tendo acontecido é correr descalço em cima da ponte de carvão em chamas que separa a estupidez mental e a grandeza de espírito, sendo que a classificação do mesmo dependerá do ponto de vista de quem a avalia. Exemplo disso foi a viagem do Presidente do Benfica à Alemanha para uma reunião com o presidente do fortuna, finda a qual afirmou que lamentava o incidente do Luisão. 98% dos benfiquistas ficaram revoltados com a afirmação "incidente, mas qual incidente, o homem está parvo, não aconteceu nada e ele ainda devolveu a merda do dinheiro que dava para comprar 10% do passe de mais 3 extremos e com sorte um rolo de papel higiénico para um gajo usar quando o adversário atacar pela nossa esquerda". Para os outros 2% a avaliação foi mais "hoje foste grande, maior que as tuas orelhas, digno do clube a que Presides. Não tivesses tu idade para seres meu pai e pedia-te em casamento em regime de comunhão de pêlos capilares labiais". Na generalidade, ao assumir o erro, Vieira tornou-se anti-vieira, um abutre intrépido e gosmento, um taliban anti benfiquista, uma ameba circuncisada, uma minhoca tetraplégica, um escroto acéfalo, uma unha do pé roída... Evidentemente ide todos ao blog dele dizer-lhe o óbvio... apoia meu palhaço bigodudo!!

11 comentários:

Ricardo Ferreira disse...

Péssimo.
É óbvio que tentas ser um engraçadinho, mas é evidente que não tens piada nenhuma.
Quando LFV falou em "incidente" não estava a assumir culpa de nada nem estava a ser anti-Vieira. Na realidade aquilo não passou dum incidente, um incidente lamentável pois não foi possivel ao SLB concluir o seu ultimo teste antes do 1º jogo oficial. E se fosse a ti não acreditava nessa historia de ter sido devolvido o caché...

Anónimo disse...

Boa tarde,

O presidente fez o que devia ter feito, embora tarde.

Teria que ter sido feito logo no dia do jogo. Agora cheira a uma tentativa de empurrar o lixo para debaixo do tapete.

Mas já agora, deixa-me meter esta colherada: Então o CD da FPF instaura um processo ao Girafa com carácter de urgência?!?! Então e o caso do incêndio na Luz, não é urgente? E o Cardinall também não é urgente?

Agora diz-me que não há 2 pesos e 2medidas.

Abraço,
Rui

Constantino disse...

Caro Manuel o outro,

Aqui ninguém tem culpa de algum trauma que tenhas, mas se quiseres fazer um comentario educado, estás a vontade. Caso contrário, só me dás trabalho a apagar.

Abraço

Ricardo disse...

Génio puro.

José Ramalhete disse...

Mas o homem não estava suspenso? Saia mais um processo urgente que o suspenda definitivamente.

JNF disse...

Adoro quando os dirigentes e elementos do Benfica se comportam à Benfica. Hoje, ontem, aliás, Vieira foi Benfica. Um dia triste para o Manuel.

Constantino disse...

JNF,

Ontem o Presidente do Sport Lisboa e Benfica foi Presidente do Sport Lisboa e Benfica. Ponto final!!

Abraço

Bicadas disse...

Boa Constantino. Impecável como sempre.

Tenho pena de não ouvir em direto, mas até a frase que LFV disse esteve próxima da perfeição. Será que foi por isso que levou 5 dias a sair cá para fora ?!!

Cumprimentos

Jotas disse...

Está de volta o corrosivo e brilhantemente humorista Cosntantino, mas meu caro, mesmo discordando de algumas das questões aqui colocadas, a verdade é que adoro a mestria com que abordas os temas.
Um abraço e importante é amanhã estarmso todos na Luz, num inequívoco apoio ao Benfica, que está acima de todas as discórdias.

Anónimo disse...

Primeiro ano em que Luisao nao diz que quer sair, dar lugare aos mais jovens, etc,etc. Arranjou maneira de nao jogar ainda nao se sabe quantos meses !!! Eu digo que Deus castiga

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.