terça-feira, 30 de outubro de 2012

Declaração de intenções

A metrosexualidade está na moda no que aos seres humanos do sexo masculino diz respeito. Este facto é bem mais evidente no verão quando um tipo como eu de pernas peludas, capacho ao peito, cara com escanhoamento difícil e preguiçoso e cabelo penteado na esponja martelada da almofada, é olhado de esguelha pelos restantes banhista e ouve ao longe o marulhar dos murmúrio "nesta praia não podem entrar cães, gatos, chinchilas nem cobras piton, mas homens das cavernas não há problema? É que ao menos se não fizesse nudismo... Por norma os comentários ácidos têm continuação em referência à donzela que acompanha o desmazelado rapaz "que pena, tão jovem e bonita e já invisual..." que isto no que toca a anavalhar costado desconhecido, todos nós somos sobre dotados.

Reportando apenas ao homem-macho enquanto membro activo no processo de reprodução da espécie, penso só haver uma realidade na qual não é visto como um troglodita canibal da savana africana caso esteja mal vestido, todo embezerrado de suor e capilarmente desgrenhado... no futebol. Isto aplica-se quer se trate de um praticante da modalidade (por exemplo, ninguém chama feio porco e mau ao Maxi... excepto se passarem por ele nos corredores do Colombo), quer se trate de um simples adepto aos saltos e a berrar primitivamente na bancada ou a banhar-se vestido, bezano e a escorrer gel pelas beiças abaixo numa fonte ou repuxo citadino, enquanto festeja um titulo da sua equipa. A bola parece ter nos olhos humanos um efeito de lente que desfoca a imagem. Tudo o que dela se aproxima perde as bisonhas feições naturais e bonito se torna. Está inclusive provado que até um velho corrupto, caquético e entradote nos oitentas se parece com um vigoroso adolescente universitário aos olhos de uma qualquer rameira de esquina.

É portanto nesta dinâmica que me incluo. Necessito do futebol para ser normal... necessito do Benfica para não ser o matarruano de serviço. Quando estou de manto sagrado no lombo, no meio de uma multidão a esbracejar em pleno transe vermelho, não sou olhado como o baixinho, ligeiramente anafado e totalmente bisgarolho das retinas que se veste mal e "fodasse já fazia aquela barba de tócsicó-independente". Mas mais do que ver futebol, para ser um ser comum eu preciso de me sentir a chafurdar na gomorra da vitória, preciso olhar o chão imundo onde diferentes líquidos de teor alcoólico e quem sabe úrico se misturam, e não saber onde o mesmo acaba e onde os meus membros inferiores começam, preciso que o excesso de champanhe que escorre pelo meu entusiástico corpo me unifique os dedos das mãos, num processo de colagem através da acumulação demorada de sumo de uva fermentado.

Assim explico o meu não alinhamento com o actual rumo do Meu Clube, ao contrário da maioria dos meus colegas de paixão. O meu eu-social sente falta de festejos para se sentir mais inserido na sociedade. Contudo não sou nenhum Moai imóvel, esculpido em pedra vermelha numa ilha no meio do Pacífico, conquanto tudo em mim seja vermelho... excepto todo o meu espectro capilar... É por isto que proponho aqui um compromisso com o Sr. 83%... caro presidente extremamente titulado... bem... vá... moderadamente titulad.... esperem, vamos do principio... caro presidente ridiculamente titulado, eu prometo ser um dos teus caso cumpras com a promessa de pelo menos 3 títulos nacionais (e por títulos nacionais é favor entender campeonatos, não estou cá para negociar pazes à base de Taças da Liga), 1 vitória em final europeia (não vamos andar aqui a festejar presenças em finais, pois não?) e 50 títulos nas modalidades (neste dou-te a abébia de considerares Taças de Portugal como títulos). Embedunha-me, emporcalha-me e enojenta-me e seremos amigos para a vida toda. Até lá meu camarada e amigo... reservo-me o direito de te criticar com toda a minha força e poder... que é limitadíssimo, diga-se de passagem.

6 comentários:

FS disse...

Felizardo de quem escreve assim, nem imaginas a inveja que me provocas.
Parabéns.

moleculasdeamor disse...

Porcalhão... eh pá não nos conhecemos mas se fosse teu amigo era assim que te saudava... grande texto... também totalmente roto com este status quo (não dá para continuar a amamentar aquela trupe toda - quando tivermos uma Direcção e jogadores a ganharem honestamente [tipo 10 mil euros por mês] - volto)...saio de sócio mas mantenho-me orgulhosamente benfiquista... portanto sei que não vou voltar a associar-me... mas pode ser que volte lá ao palco dos sonhos...

Hattori Hanzo disse...

Bom regresso Tino. Acho que os títulos das modalidades contam Campeonatos, Taças de Portugal, Supertaças, whatever. Ou então passamos a fazer como os nosso vizinhos e passa-se também a contar os títulos individuais no Atletismo em conjunto com os 2ºs e 3ºs.

artnis disse...


Brilhante!

Saúdo o regresso às lides com este texto sublime.

Em Maio estarei, assim espero -(e para que o shôr presidente, comece a cumprir da melhor maneira, por uma vez que seja, a primeira (para mim a mais curial !!!) das suas promessas eleitorais - regar de 'Champagne'...

o espanador capilar ou a testa alta, a todo e qualquer 'cromagnon', metrossexual ou macho ibérico que de mim se abeire enebriado pelo fulgor da Luz e Onda Vermelha.

Saudações Gloriosas

artnis disse...

Ressalvo, 'inebriado'...

influências da merdice do AO, dasse!

rui disse...

Bemvindo senhor constantino