sexta-feira, 27 de abril de 2012

Acontecimentos dificeis de acontecer

É um lugar comum dizer que a magia do futebol é a sua imprevisibilidade. Contudo temos que ser realistas  e dizer que nisto das imprevisibilidades... o futebol às vezes abusa da sorte de tal forma que alguns jogos ficam a parecer filmes escritos e realizados pelos gorilas das Montanhas Virunga. Reportando apenas ao ramos das imprevisibilidades benfiquistas, atalhando tudo o resto, menos nos golos, temos aqui os marcadores de golos mais improváveis que me lembro de ver de camisola rubra:

1. Richard Daddy Owubokiri (Ricky para os amigos) - certo dia no longínquo ano de 1988 o SLB descobriu um ponta de lança nigeriano com sotaque brasileiro a mandar uns petardos na chincha em Metz. Palavra para cá, guito para lá e eis-nos com aquele que é bem capaz de ter sido o primeiro nigeriano na Luz, que mais tarde seria secundado pelo Okunowo... e por aqui termino o tema "nigerianos no SLB" para não escarafunchar mais cascarrão...Ora o rapaz, na altura parecia tão dotado para a modalidade, que fez 4 jogos no campeonato, sempre como suplente utilizado, sendo que nos primeiros 2 o SLB somou as únicas derrotas desse excelente ano campeonateiro. Golos só os fez na Taça de Portugal e não esteve pelos ajustes. Nos dezasseis avos de final, o Bento acabado de comemorar o seu quadragésimo aniversário, teve a honra de dar as boas vindas ao clube onde se iniciou, o Riachense, que fazendo jus ao dia festivo, entrou logo a matar com um golo no primeiro minuto. Certamente por problemas de comunicação, o Ricky não percebeu que o dia era de festa para o Bento e não para ele e vai daí, desenfaixou 6 batatas nos ribatejanos. Como castigo não voltaria a marcar mais nenhum... nem ele nem o Miranda que era também ele uma estrela do camandro, especialmente naquele seu jeito tão seu de parecer um pastor de ovelhas com 58 anos. Ah, uns anos mais tarde o nigeriano foi o melhor marcador do campeonato pelo boavista... as coisas que o major fazia...

2. boavista - SLB 92/93 - há dias em que estas coisas acontecem e um só jogo consegue juntar toda uma panóplia de golos improváveis. Começando pelo inicio, o bessa estava mais ensopado de água que a Nazaré quando o outro gajo bateu o record de surfar na maior onda de sempre. Depois os axadrezados entraram a ganhar com um golo todo ele bastante provável em tempos de Neno (canto e golo de marlon). A partir daqui descambou: Yuran marcou 2 golos entrando pelo centro da defesa visitada a passo, naquela que foi a última vez que o russo passou pela avenida da boavista a menos de 160km/h e sem matar ninguém. Mais tarde foi Isaías, um sempre provável marcador, a fazer o primeiro golo da historia do futebol em driffting... ele e o defesa... há quem diga que o filme Velocidade Furiosa - Ligação Tóquio foi inspirado neste golo. Entretanto, Futre falha um golo de baliza aberta, guardado muito inteligentemente o golo para a final da Taça desse ano, Hélder é expulso e aos 28 minutos fortunato azevedo expulsa também Neno, no lance de onde vai surgir outro golo improvável: o palhaço do sousa, com a camisola do Neno ao contrario (já a mostrar um vira-casaquismo que ficaria latente passados uns meses) estupidamente não consegue defender o penalty de artur... patego da merda... a bola só foi ao ângulo... traidor. Após 15 minutos com menos 1 e um traidor na baliza... ganhamos.

3. Michael Thomas - a vida no SLB ia como os xutos e pontapés cantavam... muito torta... e era moda assobiar o Thomas, que com toda a sua experiência conseguia colocar-se no sitio onde supostamente menos se ouviriam os silvos, mesmo no centro do terreno... e nunca de lá saía... até que... houve uma bela noite que o pedro espinha apareceu na Luz, sub-nutrido como só ele sabia... e aqui é importante que se diga ao mais novos que o espinha não era pele e osso, era mesmo só escamas e espinha. Se Silvino do espinho foi o tipo mais pequenino a meter-se à frente de uma bola chutada pelo enorme Rashid Yekini em Portugal, espinha foi sem dúvida o mais esquelético e que fique aqui mencionado que em termos de peso, entre o espinha e o Yekini ia um rochembak de distância... Bom, mas no dia em que o espinha se aprochegou à Catedral, o Thomas achou que estava na altura de ir conhecer o resto do relvado da Luz, afinal de contas já cá estava há uns meses, só conhecia o circulo central e tinha ouvido o Saunders comentar que na cabeceira do campo havia 2 rectângulos desenhados no chão. Quando o bom camone se dirigiu aos rectângulos defendidos pelo espinha, alguém entrou com a bola controlada pelo lado direito, cruzou atrasado rasteiro e o Thomas fez o que melhor sabia... mandou um chutão... pelo meio apanhou a baliza no caminho e o espinha tornou-se no ultimo homem a sofrer um golo do Thomas, que mais tarde viria a dizer "só fui à área do guimarães porque ia perguntar ao Saunders se podia jantar na casa dele porque tinham-se-me acabado os bróculos em casa...".

4. Paulo Madeira -  viviam-se dias de ressaca dolorosa, uma daquelas de 3 garrafas de aguardente de medronho de penalty... tínhamos acabado de levar 7 secos em vigo. Como nisto das improbabilidades, metade são coincidências, para curarmos a ressaca recebemos na Catedral o Campomaiorense, equipa do café Delta (para quem não sabe) e goleamos à grande por... 2-0. Numa equipa do SLB bastante dada à loucura (por exemplo na UEFA conseguiu ganhar 2-1 em Salónica e depois perder 2-1 em casa) alguém achou que louco, louco, mas mesmo louco era meter o Madeira ou o Rojas a marcar livres. Quando foram fazer os testes, ganhou o Madeira porque foi o único dos dois que acertou com o pé na bola parada. Vai daí e o Paulinho passou uma época inteira a bater bolas nas barreiras deste país. A coisa atingiu tal gravidade que a fpf autorizou os defesas adversários a usarem armaduras medievais aquando de livres à entrada da área deles. Mas algum dia a técnica do cabeludo havia de resultar... era só uma questão de encontrar uma barreira formada por actores de musicais do La Féria... foi neste dia. Ainda Paulo Madeira não tinha chegado á bola e já a barreira alentejana tinha dispersado. Quando chutou, a bola passou pelo meio da suposta parede defensiva à altura dos joelhos e entrou... infelizmente para o Paulo, nunca mais houve mariquinhas pé de salsa a defenderem livres deles...

5. Beto - o sueco do Sertão. Era o tipo de gajo que tinha a vida reservada a correr atrás de cabeças de gado, quando um dia espetou um biqueiro numa bola e alguém viu nele um jogador de futebol. Quando chegou ao SLB tornou-se no mais que tudo dos ávidos por uma boa assobiadela. Koeman dizia que era injusto porque ele corria muito, enquanto sonhava com um meio campo formado pelo Beto e pela Vanessa Fernandes (no qual o brasileiro seria o que tinha mais hormonas femininas no corpo). Foi no meio desta situação já tão habitual na Luz que a UEFA, já piursa de ver o SLB alinhar na sua competição maior com o Beto, o Alcides e o Moretto, mandou o Man. United tratar de nos eliminar... vestidos de azul e com o o'shea a titular...vinham mesmo numa de foder juízo...bastava um empate para ficarmos por terra. E a coisa não começou nada bem, com scholes a marcar um golo em que o jaquim preferiu dar uns pontapés na atmosfera a fazer uma mancha à guarda redes. Passados uns minutos, o Nelson que era extremo nesse jogo cruzou entre o meio das pernas do o´shea e o gajo mais pequenino em campo... a seguir ao Leo... marcou de cabeça. Koeman, no topo da sua inteligência disse "ataquem pelo lado mais frac.. pelo lado esquerdo deles" (já ouviram isto em algum sitio, foi?) e Nelson sacou mais um cruzamento debaixo do nariz do o'shea, que aos trambolhões foi parar aos pés do Beto que também aos trambolhões, a aliviou para dentro da baliza, tornando-se um dos primeiros jogadores no Mundo inteiro a marcar um golo decisivo ao mourinho e ao ferguson... foi também a ultima vez que marcou um golo de águia ao peito, mas isto não entra no campo das improbabilidades...

15 comentários:

Vladimir Kaspov disse...

Twilight Zone mesmo

Redceltic disse...

para tornar mais interessante pq não falar do dia em que jesus do alto da sua sapiencia finalmente decidiu fazer a vontade ao povo e deixar churrasqueira roberto no banco??? não só foi obrigado a entrar por expulsão do julio cesar, como defende o penalty que dava o empate ao setubal e o benfica à custa disso ganha o jogo com menos um quase de goleada..

Constantino disse...

Redceltic,

Este aqui é só sobre os golos. Se conseguir faço um sobre cenas mesmo maradas que se passaram no SLB... digo "se conseguir" porque fazer uma mini lista de 5 vai ser complicado... só em alucinanços damasianos e azevedistas dava para escrever uma compilação em 4 volumes.

Abraço

JediVermelho disse...

http://gloriosafuriavermelha.blogspot.pt/ Adiciona! O teu blogue já está connosco! É regresso da GFV!

M. disse...

Grande Constantino:
Primeiro obrigado meu e da portista pelo link. Depois obrigado pelo texto. Chorei a rir com o "patego" ao Paulo Sousa. Mas nós jogámos 9 contra 10 - um deles também foi expulso - e penso que o golo do Marlon não foi de canto. Lamento este meu irritante toque em tão fabuloso texto.
"Patego"... Lol.

Constantino disse...

M.

O golo do marlom (um filho da mãe irritante que tinha a mania que era o liedson e marcava golos ao SLB como se não houvesse amanha) não foi do tipo: pum canto, zum neno a voar aos papéis, tau cabeça e golo. Mas foi pum canto, zum bola mal aliviada, zau passe do bobo e tau golo do "marlão" como diz aqui o comentador.

http://www.youtube.com/watch?v=_ZzkJ07FOSE

Quanto à expulsão do "marlão" não me recordava mas é bem provavel que tenha acontecido que aquilo no bessa era sempre de `pitons à frente.

O link chegou foi tarde. Eu e os links...

Abraço

J.P. Gonçalves disse...

Na segunda metade da última década do Séc. XX o Benfica teve realmente jogadores fantásticamente incapazes... Os nomes são mais que muitos e chegou a meter pena ver dois grandes jogadores como Karel Poborsky e João Pinto rodeados de pernetas.
King, Paredão, Nelo, Toy, Marcelo, Pringle, Thomas, etc, são exemplos perfeitos...

Manuel disse...

A verdadeira Memória de Elefante.

moleculasdeamor disse...

Têm sido uns anos do caralho, para quem como eu viu jogar o Bento, Humberto, Chalana, Alves, Shéu, Nené, Stromberg, Filipovic,... fosgasse... só 2009/2010 me deu alegrias similares... 'tou que nem posso!!! Eu e todos nós...

Ricardo disse...

Isto está maravilhoso. Obrigado, companheiro.

Vitto Vendetta disse...

Constantino level! Brilliant (fast show style)

Pedro disse...

Tenho a sensação que o golo do Thomas foi em Guimarães... há um momento do gajo que não me esqueço. Numa das suas raras saídas do círculo central em direcção à baliza contrária o gajo recebe a bola e não tem qqr adversário ao lado. Parecia um puto que não sabia o que fazer com a bola, devolve logo ao colega que lhe passou. Mas o colega ao ver q ele era a melhor linha de passe. não tinha marcação e tinha espaço para se aproximar da área e cruzar volta a passar-lhe a bola e o Thomas, de imediato, devolve a bola e novo passe e nova devolução...a equipa adversária incrédula e o público da Luz a passar-se. Até q o colega, acho que era o Calado, desistiu e jogou para o outro lado. Foi cómico demais.

Paulo MAdeira e os livres....sempre que passavam a barreira era golo. O problema era passar a barreira.

Constantino disse...

Pedro,

A charutada do Thomas foi mesmo na Luz e em directo para todo o mundo (infelizmente não consigo encontrar no youtube esse momento épico).

http://serbenfiquista.com/jogo/sl-benfica-v-guimaraes-10

Os livres do madeira eram qualquer coisa de bestial. Agora se passaram a barreira mais alguma vez para alem deste jogo com o Campomaiorense... eu sinceramente não me recordo.

Osvaldo Manso disse...

Eu estive no jogo com o Riachense (14-1) para a Taça de Portugal, em que o Ricky marcou 6 golos. O golo do Riachense não foi o primeiro do jogo, mas sim o último.

No estádio, deu-me toda a sensação de que foi um golo consentido para permitir aos milhares de riachenses que quase encheram o 3.º anel novo (antigo estádio da Luz, claro está) uma grande festa. O estádio quase vinha abaixo!

Constantino disse...

Osvaldo,

Estava mesmo convencido que os gajos tinham entrado a ganhar. Parece que afinale stou mais caquético do que pensava... Obrigado pela correcção.

Abraço