quinta-feira, 24 de maio de 2012

Efeito Boomerang

Os acontecimentos das antas podem ter o bom destino de levar muito benfiquista que na época passada aplaudiu o apagão, a pensar se agora não precisaríamos desse reforço moral para apontar o dedo aos corruptos. Essa recente mania de nos querermos comportar institucionalmente como eles... de vez em quando morde-nos a mão.

7 comentários:

Anónimo disse...

Nem sequer me parece comparável! Apagar a luz e ligar a rega (algo que até o grande Barcelona que tantos idolatram e dão como exemplo de tudo também fez) fica a anos luz de agredir jogadores. Isto depois dos intermináveis cânticos ofensivos, isto depois do boicote à transmissão televisiva conforme acordado, isto depois do impossibilidade de qualquer adepto do Benfica assitir ao jogo! E infelixmente nada disto é novo. Desculpe, mas é comparar merda com pastéis de nata!
Ah, já sei, a culpa é do Vieira!
Parabéns Benfica, parabéns aos jogadores e ao Lisboa, vitória fantástica, muito muito suada!

Chico disse...

Não tem que ser comparável. Basta ser associável, se é que me faço entender.

O Barcelona?

Mais uma razão para nos distanciarmos.

Maior seria o Benfica se não precisasse disso
O que é que nos distingue dos adeptos dos otros clubes?

Estou com o Constantino.

Unknown disse...

Pois eu consigo concordar com ambas as opinioes. E verdade que nao nos ficou nada bem no ano passado o apagao mas que eu saiba nao agredimos ninguem e do apagao a agressao vai uma grande distancia.

Chico disse...

Jovem,

só com o teu nome já foste, não achas?

Cumprimentos

moleculasdeamor disse...

Esta ideia de que as nossas "malfeitorias" são mais mansas que a dos outros, é pueril e sempre genial, isto a propósito de um comentário... eh pa tenho um feeling quanto ao Yartey ops desculpa...

Viva o Lisboa :)))

71460_5/8 disse...

Nunca aplaudi o apagão! Mas as criticas deles na altura do apagão ainda reforçam mais as criticas que agora se faz devido ao grave comportamento dos adeptos e dirigentes do Porto. Pior que o comportamento de jogadores, funcionários ou adeptos são as mentiras que depois se dizem para justificar o injustificável!

Passaralho disse...

O apagão e a reação de Lisboa no fim do jogo, são dois excelentes exemplos de como não devemos ser. Nunca!