terça-feira, 17 de julho de 2012

SLB 0-0 lillis

1. Gosto tanto de ver o Glorioso ser inteligente que até se me vêm as lágrimas às pálpebras e me escorrem bochecha abaixo em direcção à boca para que eu as possa reciclar num choro infindável. Em 2005/06 escavacamos estes franciús e espetamos com eles para fora da Champions. Eles prometeram vingança e passados alguns anos impingiram-nos o Emerson como sendo uma reencarnação do Roberto Carlos, escondendo propositadamente que se referiam ao cantor e não ao ex. Real Madrid. Agora para evitar ser novamente estropiado por estes franceses, o SLB fez todos os possíveis para não ganhar e evitar que eles recomprem o Emerson para no-lo venderem dentro de 3 ou 4 anos como sendo uma reencarnação do coentrão, sem contudo nos dizerem que se referem àquele que fez carreira no Gil Vicente. 

2. Tem o valor que tem, mas o SLB acaba este estágio sem sofrer nenhum golo, isto mesmo jogando contra duas equipas da Ligue 1, contra um Benfica (com todo o potencial que o próprio nome da equipa acarreta aos seus jogadores) e utilizando laterais adaptados. Não quero estar aqui a dizer que percebo de bola e de tácticas, mas se me perguntarem qual acho eu ser a razão desta solidez defensiva, eu coloco 3 hipóteses: ou foi a alteração daquele 4-4-2 cancerigeno para um equilibrado 4-3-3; ou foi a mudança táctica de um excessivamente atacante 4-4-2 para um dinâmico e seguro 4-3-3; ou então foi cagar de alto para deixar o Javi Garcia entregue a si e ao seu mau feitio num 4-4-2 em constante autópsia para se mudar para um triângulo a meio campo num 4-3-3 com pressão constante.... eu hesito porque não sei qual das hipóteses escolher. Uma certeza tenho eu... jogar com 11 jogadores tem ajudado comó camandro.

3. Finalmente fizemos um jogo treino simulando situações reais... árbitros com visão à touro, alérgica ao vermelho é coisa com a qual estamos deveras familiarizados. Aquela patetice de treinar penalties foi mesmo uma verdadeira patetice. Fez-me lembrar aqueles simulacros de situações de emergência onde os socorristas têm que limpar feridas que jorram molho de tomate e declarar óbitos a gente que passadas duas horas está a dividir uma sandocha e um sumol com eles. Por isso entendo as palavras de Jesus ao considerar que o único jogo que não vencemos neste estagio foi mesmo o melhor... deixou-nos pronto para enfrentar situações reais. Agora quando o "avião se despenhar" nó já teremos os "socorristas" preparados.

4. Acertar nos postes e barra é sinal de técnica e colocação. Obviamente é igualmente sinónimo de nabice e falta de pontaria. Poucas coisas no futebol são de interpretação tão ambígua como uma pastelada a esbardalhar a tinta das balizas... e no entanto hoje os nossos atletas fizeram questão de por duas vezes deixar o adepto naquele limbo angustiante de não saber se há-de aplaudir e dar ânimo ou vociferar que a equipa deve treinar mais a finalização. No computo geral o que salta à vista é que esta equipa do Glorioso está muito equilibrada e tem diversas alternativas.... tanto manda uma bola ao poste num remate em colocação, como estoira com a barra num remate em potência... pessoalmente prefiro a magia de uma barra a abanar de dores do que a indiferença de um poste que mal sente a bola bater-lhe, mas isto se calhar é o meu lado sádico a falar...

5. Há qualquer coisa neste novo equipamento que a mim não me enche as medidas e pior, me deixa extremamente desgostoso. Assim à primeira vista sinto que me é impossível dissocia-lo daquele trágico "azul à Benfica" vale e azevedista do qual mantém a barra vermelha ao peito, escurecendo no entanto o azul para um negro escuro. A maior parte das pessoas não relaciona uma coisa com a outra, mas eu sou como aqueles velhotes que acordam de noite aos berros por causa da Guerra do Ultramar nos anos 60/70, sendo que eu por vezes acordo aos gritos por causa da Guerra de Nada Ganhar dos anos 90. São traumas que nem todo o psicólogo pode apagar. Talvez esteja na altura de fundar a Associação de Veteranos do Sofrimento Vale e Azevedista... associar-me-ei à mesma...

6. enzcremento perez fez, a meu ver, uma das melhores exibições desde que chegou ao SLB... melhor só mesmo se iniciasse o jogo a titular e fosse substituído aos 30 segundos. Peço desculpa por tanto fel, mas ainda sou do tempo em que traidores não tinham segundas oportunidades, como por exemplo aquele filho do capitão das Taças dos Campeões... hum... esperem... afinal esse teve segunda oportunidade. Mas esse ao menos quando disse que queria regressar a Lisboa porque o pai não estava bem de saúde, não estava a mentir. Imagino as indisposições que acometiam o corpinho goleador do capitão de cada vez que via o filho de corrupto azul e branco vestido. Agora este argentino bem podia pedir para regressar à argentina por haver gente com a saúde presa por um fio... estou a falar dos adeptos do SLB que estão fartos de engolir sapos de cada vez que este energumero entra em campo envergando o Manto Sagrado.

7. Nem tudo anda mal no que toca a saídas de troncos de pinheiros nórdicos do plantel do SLB. Yannick Djaló jogou contra o Hamm (já vos disse o quanto é estranho dizer que jogamos contra o Benfica, certo?) a lateral direito e hoje contra as lillis jogou a extremo direito. Noto que ele vai avançando no campo e faço-o com um sorriso nos lábios porque me parece que, apesar de não ter estado muito atento ao estádio onde jogamos hoje, é mesmo por ali a porta de saída do nosso plantel.... siga pelo lado direito... sempre em frente... sempre em frente... só não sei é se a porta de saída do nosso plantel desemboca na casa iluminada, mas tenho a certeza que era lá que ele devia ter desembocado em Janeiro.

8. No livro "Benfica, o Voo da Águia" a parte dedicada a São Eusébio relata-se a situação de um guarda redes que defrontando o Sport Lisboa e Saudade se recusou a ser substituído pois dizia ele "se vou contar aos meus netos que joguei contra o Grande Eusébio e não sofri nenhum golo dele, eles não vão acreditar". Imagino que tenha sido isto que o guardião lilliano sentiu quando viu aos 87 minutos Óscar Cardozo dar lugar a Gaitan sem que antes tivesse mandado uma das suas fraquinhas bombocas para beijar a rede. Como prémio de consolação vai poder contar aos netos que defrontou o Gaitán e o viu fazer um sprint... o que também não será facilmente credível para os miúdos.

9. Dizia um jornal na semana passada que Jesus já não contava com Witsel e Gaitan pois sabia que ambos seriam transferidos. Na verdade não me lembro de qual jornal escreveu isso e nem tenho como saber pois esqueci o meu caderno com citações de jornais à beira mar e não fui buscar antes da subida da maré, tendo como resultado que já recebi uma carta para responder em tribunal a uma acusação de poluição do oceano com resíduos tóxicos. O que eu sei é que se Jesus sabe que os dois rapazes vão dar corda aos calcantes, está a disfarçar que nem um campeão, pois ambos têm sido surpreendentemente mais utilizados do que o Mora e o Michel. É com desmentidos parvos como este que Jesus perde o apoio da imprensa.

10. Gosto de Bruno César. Desde o primeiro jogo da época passada que gostei dele. Acima de tudo gosto dele porque reconheço-lhe uma característica que normalmente utilizo para carimbar os jogadores que me caem bem no goto: até parado faz jogar a equipa o que no caso dele dá muito jeito porque tem um físico mais bem preparado para encher de tinto alentejano e deixar numa adega a envelhecer do que para correr, saltar e brincar num relvado de futebol, debaixo do olhar critico de 65000 espectadores, 80% dos quais acabados de chegar de um bottellon na adega onde era suposto o Bruno estar a descansar o tintol. Pode não agarrar a posição 10 logo desde o apito inicial da época, mas sou gajo para estar a ficar bem mais descansado com a velhice do Pablito.

6 comentários:

moleculasdeamor disse...

Não vi o jogo... e o Luisinho e o Melgarejo, aquilo faz-se?

artnis disse...

Mais um excelente comentário, para não estranharmos.
As imagens que constróis são muito engraçadas. Cheias de uma inteligente pilhéria.
A saída do "filho do capitão das Taças dos Campeões" para o clube do padrinho da 'CosaNorte' 'partiu' o coração a todos nós.
Abalou sobretudo o nosso benfiquismo e, podes crer, o dele também.
As coisas no que toca a dinheiro, são como são...
és 'empregado' do SLB e ganhas um 'xis' por mês. Estás a acabar o contrato - sem que alguém te fale em renovação - e a poder sair a custo zero.
Querem, a todo o custo e de forma obsessiva de todos conhecida, fazer-te sair do Benfica. Oferecem-te um prémio por assinatura e nada mais, nada menos, que 7 (sete!) vezes
aquele valor mensal.
Tens a hombridade de informar o clube dessa proposta.
Acham que estás a ser oportunista e a 'esticar a corda'. Não te levam a sério!
Contrapõem-te igualar o valor do prémio e duplicar o ordenado ...
honestamente, que farias?!

-P.S.-

Não será validada a resposta a dizer que, cortarias os pulsos :-))

Constantino disse...

moleculas - por enquanto luisinho e melgarejo dependem do ponto de vista: queremos ser Benfica e ganhar o campeonato ou se por acaso ficarmos em segundo vamos dizer que correu tudo bem e foi falta de sorte? De qualquer forma prefiro esperar pelo torneio na Polonia para ver melhor se a coisa tem patas para andar.

artnis - imagens cheias de inteligente pilhéria é coisa para te poder acusar de difamação e atentado ao pudor? Enquanto adepto é smepre mais facil responder, mas rui aguas também não era um individuo qualquer. Talvez mais do que falhar ao SLB, ele falhou ao capitao e por muito que falhar ao Benfica ou ao pai esteja em patamares semelhantes, o progenitor ainda leva uma certa vantagem. Talvez mais do que ficar feliz por regressar ao SLB, rui agua pode agradecer ao clube por lhe ter aliviado o ambiente familiar e amainado a desilusão paterna.

Abraço

AbraXas disse...

tb gosto de ver o B. César a 10. no jogo contra os coisos do luxemburgo a diferença de clarividência do jogo da equipa a partir do momento em que ele entrou foi evidente.

ontem tb fomos brindados com algumas tiradas (de comentadores e da realização) da sport TV(port TV)brutais (de brutas que foram e do intenso desejo de sodomizar o SLB que está por detrás das mesmas).

1 - logo a seguir a uma oportunidade do Bruno César na cara do guarda redes e já depois de na primeira parte o nolas ter violado o poste, a estatísticas mostravam zero oportunidades para o Benfica
2 - Cardozo fez uma assistência para golo ao C.Martins (boa visão, sem egoísmo, podeia ter rematado), que foi muito mais que 90% dos colegas, ainda assim a sua participação no jogo era nula
3 - uns lances depois cardozo, isolado, remata na relva (tinha um colega a desmarcar-se pela direita (sem ângulo), mas estava isolado e o apoio a esse colega era ... cardozo. bem, os comentadores falaram em egoísmo, próprio dos pontas de lança (carago, podeia tyer dito que ele falhou um golo fácil, não precisavam de argumentar com defeitos de personalidade do gajo aplicados à jogada/situação (à qual nem se aplicava a análise)
4 - e que dizer do martins, que nas 10 primeiras vezes em que tocou na bola rematou, com e sem angulo, sem ligar se haviam colagas isolados etc? nada, não há a dizer nada.

Jotas disse...

Foi mais um bom teste de preparação, apenas isso, num caminho ainda longo para que a equipa esteja pronta quando a verdadeira competição começar, no fundo vai-nos servindo para matar a fome do nosso Benfica.
Portanto ainda não se podem tirar quaisquer conclusões, até porque há jogadores que se colcam mais depressa em forma que outros.

artnis disse...

NÃO!

Um rotundo não, em resposta à tua pergunta. Ainda que to permitisse perderias em Tribunal ...
nestas coisas o 'pingo de bosta' à minha beira é um totó!
O Rui só conseguiu ultrapassar o trauma depois do regresso.Na andradlândia, tal como outros que conheces melhor que eu, não jogou a 'ponta de um corno' ...!