sexta-feira, 9 de março de 2012

Óh ruben, cabelo é esse móh?

Tenho uma natural aversão a galinhas. Nada de especial, apenas me chateia o facto de não conhecerem o dono. Um gajo chega com milho e é o máiór, ela caga um ovo para o nosso almoço e ainda pergunta se queremos um bocado do pão duro a que está agarrada... diz que uma bifana do javardo da pocilga ao lado entre o ovo estrelado e a côdea, com molhinho a condizer é de lamber os dedos. Se por outro lado um tipo entra na capoeira de mãos a abanar, o desprezo é tal que se for preciso arregimentam os ovos todos num monte, abancam o cagueiro neles e chocam-nos todos de uma vez, inundando-nos o quintal de pequenas bolas de ténis com patas e sem qualquer utilidade gastronómica. A galinha é caprichosa e para mim, só é um ser admirável quando rodeada de batatas cozidas.

Contudo, o meu grande problema com as galinhas é que elas têm uma invulgar tendência a fazer escola entre os humanos e no que toca a indústria futebolística, o galináceo é bicharoco para estar presente em qualquer sala de estar de casa de jogador, perfeitamente enquadrada por um par de velas no topo de um altar, com incenso a esbaforir o ambiente. Infelizmente, para nós Gloriosos adeptos do Sport Lisboa e Benfica, o facto de termos a águia como símbolo dos nossos objectivos altaneiros faz com que, por vezes, alguns nossos ex. actuais jogadores sintam que qualquer ave pode decorar as respectivas habitações, levando-os a cagar ovos em barda só para se poderem sentar em cima deles, esquecendo de onde já lhes veio o milho que fez deles galos na capoeira do futebol nacional e internacional.

Quando isto acontece com alimárias estrangeiras eu tendo a passar uma pedrinha na naifa, só para fazer fio e esqueço a coisa. Quando se trata de gente nada e criada por terras de D. Afonso Henriques, a coisa pia mais fininho. Mas é quando se trata de individualidades nascidas em berço vermelho em terras de D. Afonso Henriques, aí é que eu fico capaz de escalavrar uma capoeira inteira, mas de uma forma tal que no final nem para estrume para adubar batatas aquela merda serve.

É isto mais ou menos que sinto ao ler as declarações do ruben amorim, moço de boas famílias e a quem a sorte bafejou pela boa saúde da respectiva progenitora, ao contrário de uma galinha sul americana bem nossa conhecida. Pois este jovem, ao final da segunda dispensa do Sport Lisboa e Benfica, tudo está a fazer para que não haja terceira, cagoitando na sua própria carreira e esquecendo quem ainda é, de facto, o seu dono. Não sendo eu adepto da multiplicação das dispensas, defendo que a chamada a apresentar-se na Luz deveria ser tão imediata quanto possível, havendo um contrato até 2014, data até à qual o rapaz deveria ser firmemente incluído na equipa B a formar, juntamente com os 15 utuguaios, 23 paraguaios, 52 paquistaneses e aqueloutro português homónimo deste ruben. 

Agora atenção, não recuso a sua terceira dispensa por amor a ele, apenas o faço porque dá-me prazer ver o seu nome ao lado do paulo madeira e do jorge ribeiro na tabela dos jogadores formados no SLB que mais vezes foram dispensados da Luz. Claro que entretanto óh rúben... já deixavas crescer o cabelo e compravas um fato de banho para treinar na praia... afinal de contas foi assim que o madeira conseguiu ser capitão do SLB e regressar à selecção....

7 comentários:

Hattori Hanzo disse...

Está-se a fazer uma tempestade num copo de água sobre o que ele disse Constantino. O rapaz pode não se ter expressado na melhor maneira mas eu percebi a ideia: se o Benfica for campeão ele não se sentirá porque neste momento não está cá. Disse também que era óbvia a razão pela qual ele tinha saído. Se devia estar calado? Sim... também acho que falou de mais, mas não me pareça que seja assim tão grave como querem fazer crer. O que me parece também é que o que quer que ele dissesse iria ser atacado.

Constantino disse...

Hattori,

Já viste a quantidade de vezes que jogadores ou ex. jogadores do SLB (neste caso estamos a falar d eum tipo que para além de ex também é actual jogador do SLB)se "expressam mal"? Das duas uma: ou temos plantéis cheios de analfabetos e incultos ou então andamos a ser demasiado compreensivos com esta gente.

O objectivo do post esta exactamente numa frase tua "se devia estar calado? sim..."

Abraço

Nuno B. disse...

a questão é mesmo essa. se calhar andamos mesmo a comprar gajos burros e inclutos com um intelecto equivalente a um ovo (pre-galinha) com a desvantagem (em relação ao ovo) de poderem falar. se calhar o nível intelectual justifica porqe é que se vê sempre os mesmo erros em cenas básicas tipo passe pr´+o lado e o carago (só para dar um colorido nortenho de gema deste benfiquista que até aprecia certas qualidades do futebolista R.A.

Tiago disse...

O cabrão do Amorim tem mesmo é de ficar a treinar com a equipa B até terminar o contrato e... sempre sem ser convocado.

Mais nada, porque filhos da puta destes não merecem outro tratamento.

Pena não ter sido emprestado ao União de Leiria, ou ao Santa Clara, sei lá. Talvez até ao Casa Pia. Filho da puta.

Anónimo disse...

E se o apanharem no mesmo sítio, à mesma hora, com o Hugo Miguel e com o Proença, podem-no desfazer à vontade.

É por pseudo-benfiquistas destes que estamos onde estamos e a corrupção continua a seguir para bingo.

Tiago disse...

Mais nada! Uma fogueira com o Hugo Miguel, o Proença e o Amorim, ahahah.

Anónimo disse...

O Ruben [Amorim] está enganado. Ele tem contrato com o Benfica, não tem contrato com Jorge Jesus, portanto, ele voltará sempre que o Benfica entender que o deve fazer"

carrega Benficaaaaaaaaaaaaaaaaaaa