segunda-feira, 24 de maio de 2010

Pelos "vistos" esta só saiu no meu correio da manhã.

"Bilhetes pagam vistos no SEF"
"A troco de bilhetes para jogos de futebol e outras ofertas aceleraram procedimentos de legalização de jogadores e familiares apresentados pelo FC Porto". Assim se lê no despacho de arquivamento do DIAP do Porto das suspeitas de corrupção no Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).
Mas há outros aspectos no inquérito levado a cabo após denúncia anónima. Leandro do Bonfim, Ibson, Cléberson, Cláudio Pitbull e Anderson jogaram oficialmente pelo FC Porto – então, tinha também equipa B – quando "não estavam habilitados com o adequado título jurídico".
O caso de Anderson, agora atleta do Manchester United, traz outro aspecto curioso. Chegou ao FC Porto (ordenado de 33 mil euros) ainda menor, pelo que se tornou urgente providenciar um emprego de cozinheira (369 euros) para a mãe do brasileiro. "Só acredita quem quer", diz o DIAP, sem dúvidas sobre a falsidade do contrato.

2 comentários:

Jorge disse...

O mais obsceno do texto é a expressão "despacho de arquivamento"... Só mesmo em Palermo...

JG disse...

Se calhar quem fez o despacho, também era parte interessada.
Estamos num país de corruptos, cuja categoria é medida pelos galões exibidos.
Quanto mais galões, mais corruptos são.
Saudações.