quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Já que tem de ser, porque não aproveitar?

Um sábio qualquer que é responsavel no SLB viu que uma viagem a Angola no meio do infernal mês de Novembro (é só aquele mês que o SLB tem tido mais dificuldades em ultrapassar nos ultimos anos, 2009/2010 incluido) era uma jogada muito bem imaginada. A meio de 2 jornadas importantes, 2 semanas antes de mais uma eliminatória da Taça, num mês em que o SLB vai fazer 6 jogo, nada mais bem magicado do que meter a maltosa toda num avião, fazer 6 mil quilómetros, dar uns pontapés no cautchú para comemorar a independência de Angola... de Portugal (por muito colonialista que isto pareça, é a verdade), fazer mais 6 mil quilometrozitos lá por cima das nuvens e voltar fresquinhos que nem alfaces para 2 dias depois receber a Naval. Deve ter sido um génio do caralho a magicar esta merda. É o que dá estarmos presos aos petrodoláres angolanos.
Mas, visto que não podemos fugir à coisa, eu proponho que se aproveite: meta-se o Mantorras a jogar 10 minutos e digam-lhe que foi a festa de despedida e homenagem a ele, para ver se o calam de vez e se libertam as máquinas do ginásio para outro que pelos vistos o Ruben Amorim anda a precisar muito delas.
PS - genial, genial, era uma digressão à Asia entre a recepção ao Lyon e a visita ao braga B. Parecendo que não, entre os dois jogos ainda são 5 dias em doca seca para a equipa.

1 comentário:

VHugo disse...

Era bom para o Mantorras!

http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/10/regra-de-nao-se-defrontarem-os-grandes.html