sábado, 16 de abril de 2011

O apaixonante erro de Jesus

Ao longo da minha vida de benfiquista já vi no SLB treinadores, muito bons, bons, maus, muito maus e o fernando santos. Houve treinadores que me levaram à loucura e aos pincaros da alegria. Outros houve que me moeram o juizo até mais não, levando-me a colocar em causa a minha própria existência. mas nenhum deles teve o condão de mexer fundo no meu benfiquismo como fernando santos.
Sou um tipo que lida muito bem com o sucesso (gosto dele, pronto, se calhar é defeito meu) e muito mal com o insusesso (estranho, não é?), mas para mim, nada é tão enxovalhante como o "mariquismo desportivo". Ver o Meu Benfica jogar à choninhas, tipo um qualquer portimonense quando vai à Catedral, é para mim algo tão revoltante que ao intervalo destes jogos já a minha esposa escondeu as facas de cozinha.
Há um jogo que define por completo a passagem do grego pela Luz: Liga Europa; Barcelona, estadio de Montjuic, espanhol - SLB. Ainda a segunda parte acabou de começar e já o SLB enfarda o 3-0, dando seguimento à exibição patetica da primeira parte. 5 minutos após o 3-0, Nuno Gomes desconta e dois minutos depois Simão coloca o resultado em 3-2. Neste momento o nosso treinador dá ordens expressas para dentro do campo: "eles estão à nora, ainda faltam 25 minutos, vamos lá malta....recuem e defendam a derrota pela margem minima...". Escusado será dizer que na Luz empatamos a zero e ficamos pelo caminho. Só uma curiosidade: em Barcelona Miccoli foi suplente do derlei...
É por estas e por outras que eu admiro Jesus, é tipo de ideias fixas: cabelo é para usar à saloio, falar tem que ser como se estivesse no café com os amigos a comentar uma matraquilhada e jogar tem que ser sempre em modo "elefante em loja de cristais". Estamos a ganhar 4-1 e vamos defender em Eindhoven? Seria lógico para toda a gente menos para o nosso mister. Vão 4 mil benfiquistas ver o Glorioso à Holanda para verem o SLB fazer anti-jogo? Há que respeitar o adepto, mesmo que para isso o obrigue a 15 consultas de cardiologia por ano. Mais alguém entra em jogos fora da Champions com 1 trinco apenas? Claro que não porque isso não garante o minimo de hipotese de sucesso, mas porra... a vitória moral está lá. Os tomates estão lá e de coninhas estão alvalade e alcochete cheios.
Agora na próxima 4ª feira adivinha-se nova montanha russa de emoções, porque Jesus vai ser fiel aos principios. 2-0 de vantagem é apenas o primeiro passo para os 3 ou 4-0 de vantagem Se é para a loucura, é para a loucura e não há benfiquista que lhe perdoe se ele entrar em campo à fernando santos a defender resultados em casa. Claro que nisto do futebol o que conta são os resultados, mas respondam-me só às perguntas: qual a média de espectadores na Luz na época do santos em que lutamos pelo titulo até à última jornada? Alguém sentia o coração palpitar por aquela equipa como sente por esta? Que titulos conquistou o coninhas do santos e que titulos conquistou o louco do Jesus?

7 comentários:

philippe disse...

tens toda a razao meu amigo! que tempos deprimidos: so mesmo o vieira para dizer que foi um erro despedir este molo apos o empate contra o leixoes! em vez de esperanças teriamos tido uma cura de "XANAX" durante todo o ano...

RSA disse...

Tudo certo mas as vezes JJ podia ser mais pragmático contra o fcp só espero não sofrer tanto porque o resultado já sabemos BENFICA na Final de Portugal :)

jzz disse...

Quanto ao jogo de montjuic, que eu vi no estádio e que me subtraiu uns 3anos de vida, não esquecer que o santos deixou o Rui costa no banco, dando a titularidade ao João Coimbra.

Estou contigo, para mim foi o pior treinador que alguma vez passou pelo nosso clube.

Osvaldo Manso disse...

Alto e pára o baile!
Esquecem-se do Tomislav Ivic...
Sim, aquele que mandou reduzir a largura do campo, pois um campo mais estreito facilitava a equipa que atacava mais...
E que dizer do Jupp Heynckes?
Ou do antecessor de Jesus que insistiu durante uma época inteira em pôr o Suazo a titular, deixando o Cardozo no banco?

Unknown disse...

FODA-SE!! Voçês só me fazem dizer asneiras!! Que conversa de merda a falar de "treinadores" enterras e em lado nenhum se fala dos três piores de sempre a milhas de qq um dos outros.

1º (destacado) - Artur Jorge
2º - Graeme Souness
3º - Paulo Autuori

Ao pé de qualquer um destes o Ivic ou o Camacho eram autênticos Fergussons

Osvaldo Manso disse...

OK, reconheço que ter-me esquecido do rei Artur é imperdoável. Aquela equipa em que pontificavam o Nelo e o Tavares merece ficar nos anais da história (no sentido estrito do termo). A equipa técnica, constituída pelo rei, pelo Prof. Neca e pelo Filipovic era também de categoria intestinal!

Miguel disse...

E para dar mais uma achega, e o que me dizem de Ebbe Skovdall, ou como isso se escreve??? Para mim está em 2º lugar, logo a seguir ao rei artur. Esse (artur)conseguiu destruír uma equipa campeã onde pontificavam o Isaías entre outros.