quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

A crise não toca a todos

Sempre que leio o nome da Deloitte lembro-me das catrapazadas de auditorias que se fizeram no SLB no antes, durante e pós Vale e Azevedo. Cada merda que envolvesse números aparecia o nome "Deloitte and Touche" envolvido. Quer dizer, parece-me que era assim, mas também não tenho a certeza. Ás vezes misturo coisas que não têm nada a ver umas com as outras... só a titulo de exemplo, ainda há uns dias misturei candidato ao titulo e rival com pastilhas do lumiar... parvoíce a minha, é a mesma coisa que misturar Artur e bossio ou Aimar com butorovic.

Bom, regressando aos Deloittes... o facto de os relacionar com coisas em redor do Vale e Azevedo diz bem do nível de credibilidade que eu lhes dou. Para mim estão mais longe de ser levados a sério do que o setubal de ser campeão nacional. Mas como sou gajo para ligar a coisas sem interesse, cada vez que vejo o nome Deloitte, lá vou eu espiolhar que indrominice é que eles inventaram desta vez.

A última deles (digo a última porque a li há coisa de 3 minutos, entretanto pode ter surgido uma outra qualquer) diz que o SLB é o 21º clube mais rico do Mundo, por muito que a lista só englobe clubes europeus, o que de resto, deve ser um pormenor, até porque imagino que clubes como o Corinthians (só a titulo de exemplo) devam estar à beira da falência técnica... o que seria uma triste sina para o subnutrido.

Não sou, nem de perto nem de longe, tipo versado nas artes da economia desportiva, mas assim à primeira vista identifico na classificação do SLB um certo desconhecimento dos Deloittianos em relação ás finanças do Máiór. Não acredito que um clube que paga 5,5 milhões pelo empréstimo do enzo perez por 3 particulares e 1 operação cirúrgica para posteriormente o devolver ao clube de origem ao fim de 6 meses seja um clube abaixo dos 20 mais ricos. Custa-me a crer que um clube que paga 3,5 milhões pelo empréstimo do Airton por 1 ano e meio para posteriormente o devolver ao clube de origem esteja abaixo dos 10 mais ricos. Não me parece que um clube que paga 2,5 milhões por percentagens irrisórias de 2 jogadores do atlético para os garantir por 1 ano para psoteriormente os devolver ao clube de origem esteja abaixo dos 5 mais ricos. Aliás, tenho sérias dúvidas que um clube que tem crédito de 2 milhões de euros junto desse mesmo clube madrileno há quase 10 anos por causa do dani e que faça uma brutalidade de compras e vendas de passes de atletas desse e a esse mesmo clube sem nunca fazer um filho da mãe de um acerto de contas com a merda dos 2 milhões de euros esteja abaixo dos 3 mais ricos do mundo e arredores.

8 comentários:

Jotas disse...

Mas se calhar, um clube que mesmo construindo um estádio com um sintético para a formação e 2 pavilhões, para além de uma área comercial, tenha ido buscar um David Luiz à 3ª divisão brasileira, por qualquer coisa como 500mil euros, um Di Maria, Um Coentrão e outros que tais e os tenha vendido a todos acima dos 25 milhões, ajude a explicar alguma coisa.

La Palice disse...

Se as receitas televisivas fossem decentes, o Benfica entrava no top-20. Clubes que não ganham merda nenhuma há mais tempo que o Benfica têm muito mais receitas que nós porquê? Televisões, pois claro!

Já agora, o Dani não rescindiu unilateralmente o contrato, fazendo com que o Benfica não tivesse direito a dinheiro de transferência? Ou as regras são diferentes porque era anterior à lei Webster? É que ainda não percebi bem esta história, e provavelmente não vou chegar a perceber tão cedo.

Ricardo disse...

Constantino, já sabes que não podes dizer essas coisas. Se apontas alguma falha a esta Direcção, é normal que alguém te venha relembrar as coisas boas que se passaram. É obrigatório, até.

Porque tem tudo a ver.

Constantino disse...

Jotas - por muito que me custe, 2 coisas boas nunca apagam 1 má. A não ser que queiramos repetir o erro.

La Palice - antes da Lei webster aplicava-se a regra que se aplica depois da Lei Webster: quem rescinde contrato tem que pagar. A Lei Webster aplica-se, se não estou em erro, a tipos com mais de 28 anos e mais de 3 anos de clube. O Dani desistiu da bola aos 27 e tinha 3 meses de clube. Tal como nos casos do pacheco e do sousa, no caso do dani o clube que o recebeu foi condenado a pagar indeminização ao SLB. Segundo o ultimo relatorio e contas (ou coisa parecida) os 2 milhões ainda aparecem no item "Merdas que nos devem mas que nós não nos preocupamos em ir reclamar porque é tudo gente fixe".

Ricardo, se um gajo quer ter um post com muitos comentarios é só apontar 1 erro ao Vieira. Quando escrevo posts a dizer "olha, muita bem LFV" (porque já os escrevi) ninguem liga e ninguem se lembra de me chamar Vieirista. Talibã e anti benfiquista é que está sempre na ponta das teclas. Digamos que os Vieiristas são muito mais militantes que os talibans...

Abraços.

Mr. Shankly disse...

Bom, o Real Madrid é o primeiro porque despachou o Rodrigo para cá por 5 M €.

A coisa começa logo mal, porque não são os mais ricos: são os que geram mais receitas. O que é bastante diferente.

Com valores decentes na TV e uma participação decente na Champions passamos o Valência e o Nápoles.

Bcool973 disse...

Convém ler o estudo e não ficar pela rama das notícias:
1- O estudo refere-se só a receitas e não receitas e despesas, portanto pode só avaliar os que fazem mais dinheiro e não os que são mais ricos
2- O estudo exclui a transacção de passes de jogadores pelo que apenas se limita a bilheteira, por eles desoignada matchday revenue (inclui bilhetes de época), direitos de tv (inclui os valores das ligas internas e das provas europeias-market pool da champions ou uefa) e direitos comerciais (patrocínios).
Seja como fôr, tendo em conta a passagem aos oitavos e com um pouco de sorte aos quartos o aumento do market-pool da champions vai levar-nos para os 20 primeiros na próxima época

POC disse...

É verdade que o estudo é sobre a capacidade de gerar receitas.
Não é menos verdade que o Constantino pos o dedo na ferida. E a ferida está aberta há muito tempo. E assim irá continuar. Até um dia.

Porque é que os que são adeptos do benfiquinha não defendem um outro Benfica? Sei lá...o Fófó? O de Castelo Branco?

E finalmente, o porquê de Simão Escuta: http://simaoescuta.blogspot.com/2012/02/porque-simao-escuta.html

Anónimo disse...

É por estas merdas que não entendo que o "modelo" desta direcção tenha como parte fundamental a venda de jogadores, e que tal de deixarem de comprar charters de rapazes supostamente pra equipa b, c, d, e.... calculo que sejam mais algumas porque juntar as novas contrataçoes aos 3557 gajos emprestados deve ser suficiente pra fazer uma liga privada só com equipas a usarem o manto sagrado


Já agora em vez de comprar carradas de promessas e pseudo promessas que tal contratar o departamento de prospecçao e formaçao do Bilbao ou pelo menos tentarem perceber como eles fazem


JF